Bendito ou maldito livre-arbítrio?

Livre-arbítrio ou livre-alvedrio são expressões que denotam a vontade livre de escolha, as decisões livres dada por Deus ao homem. O livre-arbítrio também pode ser uma crença que defende que a pessoa tem o poder de decidir as suas ações e pensamentos segundo o seu próprio desejo, crença e/ou valores da morte.  // Wikipédia

Dia desses, voltando da igreja encontrei com um colega de infância. Ele já foi na minha igreja, já o encontrei em vigílias mas ele nunca tomou a decisão de entregar a vida ao Senhor Jesus, para que uma mudança radical aconteça em sua vida. A final de contas, ele tem o livre-arbítrio, que o permite seguir o caminho que quiser.

Ele me parou para falar sobre a reunião que ele participal pela manhã às 9h30 onde o Bispo Jorge Braz falou sobre a família. Bati um papo com ele de por cinco minutos e ele me disse que sempre pensou em parar para bater papo comigo, mas que ele tinha a preocupação de eu ficar “enchendo o saco” ou perturbando a ele, o chamando pra igreja direto e coisa e tal.

Eu disse pra ele apenas que, a decisão de mudar de vida, cabe a ele, que tem livre-arbítrio. Às vezes a gente no desejo de querer que todos tenham a mesma visão que a gente, que conheça o Senhor Jesus como a gente conhece, até mesmo que conheça um Deus, diferente daquele que ele ouviu a vida toda, a gente é um pouco chato convidando as pessoas, mas, eu já sou maduro o suficiente para explicar que, quem decide é ele.

Às vezes eu converso com pessoas que colocam Deus em situações que não tem nada haver com Deus. Exemplo: – Ah eu gostei daquele cara, mas ainda bem que eu não me relacionei com ele, que matou a namorada, foi Deus que não permitiu. Hã? não permitiu? Como assim?

Temos o livre-arbítrio e fazemos o que queremos e pra toda ação há uma reação. Se a fulaninha não se relacionou com o carinha que no futuro matou a namorada, é por que ela não quis e não por que Deus não permitiu.

Na bíblia, o homem sempre esteve diante da decisão de ser fiel a Deus ou não, seja no Antigo ou no Novo Testamento:

O Senhor Deus colocou o homem no jardim do Éden para cuidar dele e cultivá-lo. E o Senhor Deus ordenou ao homem: “Coma livre­mente de qual­quer árvore do jardim, mas não coma da árvore do conheci­mento do bem e do mal, porque no dia em que dela comer, certa­mente você morrerá”. 
Gênesis 2:15-17

“Hoje invoco os céus e a terra como testemunhas contra vocês, de que coloquei diante de vocês a vida e a morte, a bênção e a maldição. Agora escolham a vida, para que vocês e os seus filhos vivam, e para que vocês amem o Senhor, o seu Deus, ouçam a sua voz e se apeguem firmemente a ele. Pois o Senhor é a sua vida, e ele dará a vocês muitos anos na terra que jurou dar aos seus antepassados, Abraão, Isaque e Jacó”. 
Deuteronômio 30:19-20

Se, porém, não agrada a vocês servir ao Senhor, esco­lham hoje a quem irão servir, se aos deuses que os seus antepassados serviram além do Eufrates, ou aos deuses dos amorreus, em cuja terra vocês estão vivendo. Mas eu e a minha família servi­remos ao Senhor”. 
Josué 24:15

Se você confessar com a sua boca que Jesus é Senhor e crer em seu coração que Deus o ressuscitou dentre os mortos, será salvo. 
Romanos 10:9

“Tudo me é permitido”, mas nem tudo convém. “Tudo me é permitido”, mas eu não deixarei que nada me domine. 
1 Coríntios 6:12

Ou seja, desde os tempos de Adão e Eva nos é necessário escolher pra onde devemos ir, o que devemos fazer e quem sou eu pra ficar perturbando alguém a ir comigo igreja? Deixo-vos a palavra de Deus.

Não foram as minhas mãos que fizeram todas essas coisas,
e por isso vieram a existir?”, pergunta o Senhor.
“A este eu estimo: ao humilde e contrito de espírito,
que treme diante da minha palavra. Mas aquele que sacrifica um boi
é como quem mata um homem; aquele que sacrifica um cordeiro,
é como quem quebra o pescoço de um cachorro;
aquele que faz oferta de cereal é como quem apresenta sangue de porco,
e aquele que queima incenso memorial, é como quem adora um ídolo.
Eles escolheram os seus caminhos, e suas almas têm prazer
em suas práticas detestáveis.

Por isso também escolherei um duro tratamento para eles e trarei sobre eles o que eles temem. Pois eu chamei, e ninguém respondeu;
falei, e ninguém deu ouvidos.

Fizeram o mal diante de mim e escolheram o que me desagrada”. 
Isaías 66:2-4

A liberdade de entregar a vida ao Senhor Jesus, andar com Deus e outras mais é de cada um.

E pra você? O livre-arbítrio é benção ou maldição?