Reflexão

O que Caim e Abel me ensinaram com a novela Gênesis?

Tem um momento na novela, onde Caim, se mostra cansado da vida em que vive e quer ser feliz; E nessa insatisfação, nada em volta o agrada. Enquanto Abel, olha em volta e vê Deus em tudo, na criação, na perfeição de tudo. A felicidade de Abel comove.

Quando estamos bem com Deus, somos como Abel. A gente fica contemplando a criação de Deus e ficamos satisfeito com tudo que Ele fez ou o que Ele faz.

Quando estamos mal com Deus, nada nos agrada. Nem Deus. Por que todas as coisas estão erradas, apenas os conceitos do coração estão certos e não adianta conselhos para que os olhos sejam abertos e que o caminho que estamos tomando é errado. Nada abre os olhos, enquanto não estivermos no fundo do poço.

Explicando melhor, sem os jargões evangélicos. Vou criar um exemplo que acredito que você vai se identificar.

Ás vezes vemos alguém que amamos, seja parente ou amigos, até conhecidos, indo para uma direção errada. E alertamos: Não vá para lá. Há um risco de morte. Pode se dar mal. E quem ouve o conselho, responde como o diabo: Se conselho fosse bom, seria vendido e não dado… E ele quebra a cara e volta arrependido.

A gente vê a cena e tem aquele sentimento de: Eu avisei! Por que você foi pra lá? Eu insisti tanto.

O humilde abaixa a cabeça e responde: É, eu não dei ouvidos, me desculpa, se eu tivesse dado ouvidos…

O soberbo diz: Quebrei a cara mesmo, problema é meu.

Abel, até hoje está sempre nos alertando a estar próximo de Deus. Caim está até hoje dizendo que não precisamos dele, que devemos viver a vida sem regras.

Abel é como o Espírito Santo. Caim é como o diabo.

Quem você quer ser? Sempre dependeu de você essa escolha.

Alexandre Fernandes
Blog do Cruv

// Pra sempre Cristão da Universal