Reflexão

Reflexão do ano de 2020 para um 2021 diferente

Não há uma só pessoa que ao iniciar um novo ano não pense no ano anterior e resolva fazer um balanço das coisas que fez, deixou de fazer ou das coisas que quer fazer no ano que se inicia. Até eu penso nisso também.

Apesar de ter 30 anos de evangelho, vivi de 2010 a 2014, momentos muito intensos em relação ao Evangelho, igreja, trabalho nos grupos da igreja e a partir de 2014 vivi um declínio imenso, que me faz sentir saudades do passado.

Como Obreiro, se eu encontrasse uma pessoa que me pedisse orientação sobre como se manter firme na presença de Deus e na fé, forte, na brasa, com a direção do Espírito Santo eu escreveria um passo a passo. Mas por que não escrever esse passo a passo para mim mesmo?

Já faz alguns meses que passei a me perguntar sobre isso e meditei nisso diversas vezes, até que no fim de dezembro de 2020, eu disse pra Deus que eu estava sentindo um vazio no peito e que queria preenchido com o Espírito Santo e viver hoje toda aquele momento bom que vivi em 2010 a 2014, de alguma forma.

Esse período era um momento em que eu era muito usado e ousado e eu sentia um estresse bom, daquele que a gente sente quando vai pra igreja num domingo e fica o dia todo e chega em casa cansado, mas com satisfação de dever cumprido, de que foi usado pelo Espírito Santo.

Comecei o ano assim, meditando nisso, observando isso. Com o passar do ano vou compartilhando minhas reflexões, meditações, orações e assim, vamos crescendo 🙂

Ano Novo, Vida Nova no Evangelho, que sempre será o mesmo.

Até o fim dos tempos.

Alexandre Cruv